Serviços de Eletrônica e Vídeo Produtora com TÉCNICA E INTELIGÊNCIA!

Prestadora de Serviços Técnicos Eletrônicos.Especializada em serviços EXCLUSIVOS para empresas do setor de eletrônicos e Vídeo Produções.Serviços Especializados para Pessoas Físicas e Jurídicas.CONHEÇA NOSSA EMPRESA!

Uma das Únicas do Brasil.Especializada em Técnologia e Eletrônica!

Vídeo Produtora ESPECIALIZADA para empresas do Setor de Eletrônicos.Vídeo Manuais,Vídeo Treinamentos,Vídeo Aulas de Eletrônica para faculdades,cursos,escolas e MUITO MAIS. Conheça nosso Diferêncial!

Especializada em INFORMÁTICA/LINUX e Segurança ELETRÔNICA

Equipe Técnica especializada em informática atuando desde 1986 no setor!Treinamentos,reparos/manutenções,consultoria e muito mais. CONFIRA!

Prestador IDEAL para empresas do Setor Eletrônico,instaladoras,fabricantes,revendas,Importadores!

Equipe técnica com mais de 10 anos de Experiência em várias linhas de Produtos Eletrônicos.Especializados em Treinamento Técnico,Suporte Técnico,manutenção e muito mais! Veja nosso Diferencial!

Vídeo Produtora Especializada em Web-Vídeo. Mais acessível para Pessoas Físicas!

Somos uma vídeo produtora também focada no público doméstico!Com serviços especializados e de preços mais acessíveis com usarmos técnologia LINUX em nossos equipamentos! CONFIRA!

ESI JMJG Ⓡ SERVIÇOS TÉCNICOS E VÍDEO PRODUÇÕES ESPECIALIZADA.

Empresa Prestadora de Serviços Técnicos Eletrônicos.Especializada em Treinamentos, Suporte Técnico, Reparo/Manutenções de Informática/Eletrônicos.Especialista em INFORMÁTICA/LINUX e SEGURANÇA ELETRÔNICA. Vídeo Produtora Especializada para empresas do setor de Eletrônicos. Atendemos pessoas Físicas e Jurídicas com serviços EXCLUSIVOS e DIFERENCIADOS.Seja qual for tua necessidade nosso Serviço é feito com TÉCNICA E INTELIGÊNCIA!

Habilitando miniaturas thumbnails de vídeo no Dolphin KDE5 Plasma 5 Mint 18.X e outros

Como Habilitar a exibição das miniaturas de vídeo (thumbnails) no Dolphin usando KDE 5 nos novos sistemas Linux Mint 18.1 e outros.

O Dolphin é um File Browser (navegador de arquivos) excelente para uso diário em sistemas Linux equipados com ambiente gráfico KDE. Os famosos Thumbnails (miniaturas) são uma maravilhosa forma de verificarmos rapidamente os arquivos (fotos, vídeos, etc) conferindo uma pequena amostra dele no Dolphin. Em novas versões do Linux Mint 18.X já com KDE 5, o recurso do Thumbnail para fotos está instalado de fábrica, porém para o vídeo ainda não. Como resultado,o vídeo é exibido apenas em ícone e não podemos saber por exemplo qual o verdadeiro conteúdo deles.

Vídeos sem miniaturas apenas ícones

Para habilitar o recurso do ThumbNail para vídeo,falta ainda instalar um pequeno pacote, que pode ser feito facilmente via terminal digitando os comandos abaixo:

apt-get install ffmpegthumbs kffmpegthumbnailer

Após a instalação destes pacotes e suas dependências, acesse o painel de configurações do Dolphin.

Menu Configurações -> Configurar Dolphin

Acesse a aba "Geral" e "Visualizações"

Habilitando a opção no painel de configurações

Basta apenas selecionar "Arquivos de vídeo (ffmpegthumbs) e clicar no botão "Aplicar" e depois "OK".

Pronto, agora clique no botão Visualizar(botão ao lado do localizar)

Clique no botão Visualizar o que está pintado de vermelho na foto

Agora o Dolphin deverá mostrar seus arquivos de vídeo com as miniaturas e ainda habilitar a pré-visualização do lado direito (se houver codec para o vídeo instalado)

Todas as miniaturas de vídeo e imagens serão exibidas

Desta forma fica ainda mais fácil gerenciar nossos arquivos usando o Dolphin.

O procedimento também pode servir para outros file browsers de outras plataformas gráficas para Linux.

Cortesia
JMJG

Resolvendo erro da libcurl.so.4 no Mint 18.X/Ubuntu e derivados.Erro em jogos

Como Resolver o erro na  libcurl.so.4: cannot open shared object file: No such file or directory. Erro ao rodar jogos como Assault Cube ou executar comandos no terminal que dependem do Curl.

O Curl é uma ferramenta/biblioteca que permite transferir arquivos em vários protocolos (Ftp, Http, Telnet ,etc),pode ser usado no Linux via terminal para baixar arquivos e também é usado em alguns jogos como parte do sistema que permite jogos online para baixar mapas e outras ferramentas.

No Linux 18.1 64 bits (Serena) rodando KDE5, tivemos um problema ao tentar executar o jogo "Assault Cube" com a mensagem de erro relacionado ao libcurl.so.4.

Para resolver isso, abra um terminal e rode o comando abaixo como root:
sudo apt-get install libcurl3

Isso irá resolver o problema e assim poderá jogar ou executar o que precisar com o Curl novamente.

Cortesia
JMJG

Acessando Disquete floppy disk no Linux com leitura escrita sem root

Como Acessar o Disquete Floppy Disk usando sistema operacional Linux. Habilitando montagem automática e leitura e escrita sem necessidade de permissão de root.  Resolvendo o erro /dev/fd0 in not a valid block device!

Muito utilizado nos anos 80/90, o famoso disquete era até então a única forma de transportar os dados de um computador para o outro de forma prática. O de 3 1/2 polegadas com 1.44 Mb de capacidade foi a última e melhor revisão de todas! 

Floppy Disk e disquete 3 1/2

Com sistema operacional Linux é possível acessar e gravar dados em unidades de disquetes! Testamos no sistema Mint 17/18 e funciona também e várias outras distros baseadas em Debian/Ubuntu.

Assista o vídeo abaixo, e veja como efetuar no FSTAB a correta modificação do comando* que permite a montagem automática bem como leitura/escrita no Floppy sem ser usuário root (superuser).




/dev/fd0 /media/floppy0 auto user,defaults,rw,noauto,uid=1000 0 0 

Atualmente já quase extintos são apenas usados por algumas empresas e colecionadores de jogos/programas antigos. Também usado por usuários de computadores MSX e 286/386/486 para gravar imagem de disquetes dos arquivos de formato .IMG .DSK . Desta forma poderemos gravar programas e softwares para computadores antigos e outras operações semelhantes. Mas certamente alguns ainda tem caixas de disquetes antigos gravados, e ainda um velho computador com Floppy Disk instalado (leitor).

Até meados dos anos 2000 ainda existiam muitos computadores sendo fabricados com o famoso Floppy Disk incluso. Se você tiver um destes computadores antigos, será capaz de instalar o Linux e com o comando acima, habilitar a leitura/gravação deles.

Erro /dev/fd0 is not a valid block device

Se a seguinte mensagem aparecer ao tentar montar o Floppy no Linux (Via terminal ou graficamente), a inclusão da linha acima comentada no /etc/fstab já deverá resolver isso.

Contudo, se mesmo com a linha já inclusa no /etc/fstab o erro ainda persistir, pode significar que você tem problemas de Hardware no seu sistema!

Isso pode ser desde uma simples conexão no Floppy Cable mal feita, errada (invertida) ou até mesmo falhas graves no próprio Floppy Drive ou no controlador da placa mãe (raro mas possível).

Sugiro que se for um computador Desktop, abra e tente reconectar o floppy cable novamente. Se o erro ainda persistir, tente efetuar a troca do floppy cable por outro!

Ainda persistindo o erro, tente trocar o Floppy Drive por outro, certamente isso deverá resolver. Por fim, não solucionando o erro, tente trocar o próprio disquete em uso (por outro novo). Se com tudo isso não conseguir retirar essa mensagem de erro ao montar o Floppy no Linux, veja se o Disquete está habilitado na BIOS (alguns vem desligado de fábrica).

Se tentou de tudo aqui comentado e nada resolveu, certamente seu Hardware está danificado, em alguns casos até o controlador de Floppy da Mobo poderá estar queimado! Infelizmente assim não teremos como resolver o problema, a menos que se troque a placa mãe por outra!

Agora poderá compartilhar com o mundo, seus jogos e programas antigos, que já podem ser recuperados dos seus antigos disquetes 3 1/2 ou 5 1/4. 

Cortesia de: JMJG

*OBS: O procedimento mostrado no vídeo, serve apenas para Floppy Disk interno, e não modelos USB!

Tudo sobre o seriado Super Máquina Knight Rider bastidores cenas truques documentários dublados

Tudo sobre o Seriado Knight Rider - A Super Máquina original dos anos 80. Bastidores, segredos, truques de animação, vida dos atores e muito mais. Especial para fãs e colecionadores. Vídeos Documentários Exclusivos e Inéditos!

Elenco principal do seriado 

Produzida em 1982, e finalizada em 1986, o seriado "A Super Máquina" deixou fãs pelo mundo inteiro, e no Brasil conquistou o horário nobre de grandes emissoras tais como Record, TVS(SBT) e fãs inteiramente apaixonados.  De origem norte-americana o seriado estreou com filme piloto que conta a história do policial "Michael Arthur Long" que leva um tiro no rosto e acaba sendo levado para as "Industrias Knight". Lá milionário senhor Wilton Knight ( interpretado por Richard Basehart - Viagem ao centro da terra) contrata o melhor cirurgião plástico Ralph Wesley ( interpretado por Richard Anderson - Homem de 6 milhões de Dólares) para reconstruir a face de Michael Long, e que ele fosse parecido com um filho dele que era do mal.

Nasce então o Michael Knight (David Hasselhoff- Baywatch) um dos personagens mais marcantes do elenco.  O senhor Wilton estava muito doente, acaba morrendo e entrega todo seu patrimônio para seu confidente Devon Miles (Edward Mulhare). Eles fundam uma organização para combater o crime (FLAG) e deixam nas mãs de Michael Knight sua arma mais poderosa.

K.I.T.T o carro mais inteligente e poderoso do mundo! Um Pontiac TransAM modificado para a televisão por George Barris ( o mesmo que faz o famoso Batmovel dos anos 60 e muitos outros clássicos para televisão)!
K.I.T.T e seu motorista ex-policial Michael Knight

K.I.T.T era abreviação em inglês para "industrias Knight 2000" mas acabou se tornando oficialmente o personagem principal da série! Era uma das primeiras séries de TV no qual um personagem principal era um carro e não um herói humano.

Isso até rendeu problemas para os produtores, já que muitos fãs queriam ver mais a participação do carro do que do ator David no seriado. 

Assista ao Primeiro Documentário Exclusivo sobre a Série e muitos detalhes. Produção Exclusiva ESIJMJG



O elenco "secundário" era composto por Devon Miles (Edward Mulhare) que era uma espécie de chefe da equipe Flag e distribuia as missões e realizava operações diplomáticas quando preciso. A bela e doce mecânica e especialista em eletrônica Bonnie Barstow (Patricia McPherson), era praticamente a responsável por KITT e todos os seus recursos e adaptações para as missões. Bonnie era literalmente a mãe de KITT, brigando algumas vezes pela irresponsabilidade de Michael em colocar KITT em situações perigosas, muitas vezes rendiam um bom sermão com ele. Bonnie sempre teve um perfil interno de apoio, mas foi usada em alguns episódios em missões externas. 

Durante o seriado, outros personagens foram sendo apresentados. Bonnie foi substituída por April Curtis (Rebecca Holden) na segunda temporada da série, isso aconteceu devido a deixar a personagem da mecânica mais "sexy" aos olhos do público. Porém April não estava se encaixando no seriado e Bonnie seria novamente reintroduzida na terceira temporada e permaneceria até o final do seriado.

Outro personagem introduzido na última temporada foi RC3 (Peter Parros), um jovem que fez justiça com as próprias mãos em um episódio,uma espécie de herói popular. RC3 também ajudou Bonnie a reconstruir KITT quando foi destruído em um capítulo especial, após isso RC3 foi contratado para ser o motorista do caminhão da FLAG e se tornou fixo no elenco até o final.

Glen A. Larson foi o criador da série (o mesmo de BattleStar Galactica, Magnun, Duro na queda). Knight Rider teve 4 temporadas com 90 episódios no total. 

O seriado era composto por capítulos independentes, com isso não era necessário assistir a série frequentemente para acompanhar o enredo. Assim muitos canais de tv no Brasil, tal como o extinto Canal21 (antes de ser vendido), exibiam o seriado totalmente fora de ordem. 

KITT tinha poucos inimigos, KARR era seu único inimigo em potencial, que era na verdade o antigo projeto antes de KITT porém com várias imperfeições no código do sistema CPU. KARR era mais preocupado em sí do que defender a vida humana como prioridade por isso foi abandonado e voltou em alguns capítulos para tentar se vingar, mas foi destruído por KITT e Michael.

Assista ao Segundo Documentário sobre os Bastidores e Curiosidades da serie! Produção Exclusiva ESIJMJG


O símbolo mais importante da série copiado nos carros de fãs até hoje!
Conforme podemos notar, o mais importante no seriado era realmente o carro! E não era um carro qualquer, ele falava e tinha inteligência artificial! Ainda se movimenta sozinho e tem capacidade de piloto automático.  Para completar, KITT era um carro repleto de modificações para completar as missões, tinha armas, lançadores de gancho e fogo, blindagem quase indestrutível, e o famoso Turbo-Boost que fazia o carro voar, saltando vários obstáculos quando preciso.

Claro que hoje tudo isso não é muito espantoso, pois já existem carros que fazem isso de verdade, mas, estamos em 1980 no começo da engenharia eletrônica avançada! 

O símbolo mais importante da série era o scanner frontal de KITT, um conjunto de lâmpadas vermelhas que se moviam de um lado para o outro sem parar! Isso gerou uma febre em 1980 para montagem de circuitos eletrônicos que podiam reproduzir este mesmo efeito. Muitos fãs até colocaram de verdade este scanner em seus carros Pontiac Trans-AM transformando-os em Super-Máquina de verdade!

Após ser destruído em um episódio especial, KITT foi inteiramente remodelado para a quarta temporada. Agora ele poderia se tornar em um conversível, e foi dotado do modo de Super-Perseguição (Pursuit Mode) chegando até 500 Km/h, e super-freios aerodinâmicos que permitiam o carro parar quando o modo de super-perseguição era acionado. Tudo isso era destacado nas filmagens, quando saiam do carro vários aerofólios e spoilers dando um visual super agressivo ao carro. A abertura do seriado também mudou para destacar tudo isso, e também incluiu Peter Parros no elenco fixo.


Bar Graph com a voz de KIIT
Em 1980 a eletrônica avançou bastante na era dos computadores, e os LED's (lâmpadas eletrônicas) eram um verdadeiro sonho de consumo. Por isso o painel de KITT era praticamente construído com tudo de HI-END e revolucionário que existia nos EUA. Era um carro do futuro até mesmo para meados dos anos 90. Internamente KITT era equipado com Monitores de vídeo CRT de pequeno tamanho que exibiam imagens coloridas, e os famosos LED's quadrados que podiam ser montados em formato de barra. Um exemplo disso era a voz de KITT que originalmente era modulada por uma lâmpada comum, e foi substituída pelos famosos BAR LED GRAPH. Um visual animal, que foi desejado em muitos aparelhos de som nos anos 80 e 90!

Além disso o painel de KITT exibia a velocidade de forma Digital usando os famosos Displays LED de 8 segmentos, que também foram usados em muitos aparelhos eletrônicos de 1980/1990!

Isso era feito facilmente com uma tomada de um painel eletrônico reproduzido em estúdio montado numa espécie de cockpit cenário! O carro dublê na filmagem externa tinha o mesmo painel mas não era muito funcional, todas as tomadas internas em detalhes eram feitos em estúdio no cockpit cenário.

Mas o efeito mais curioso de intrigante para os fãs era como eles faziam o carro andar sozinho nas cenas sem o Michael? Realmente não tinha ninguém ao volante do carro, e as câmeras mostram isso de verdade! Não havia efeitos ou truques de efeitos especiais como se faz hoje. Computação gráfica, esquece isso ainda não era muito bem desenvolvido naquela época.

Então como o carro andava sozinho? Controlado por controle remoto usando um robô? NÃO isso também não era possível nos anos 80 ainda...

Assista a última parte do Documentário Exclusivo, e descubra detalhes de bastidores e produção, e saiba como o carro andava sozinho!


Após o último episódio Knight Rider deixou um vazio imenso na televisão, e os fãs apaixonados pelo mundo ainda continuavam a viver o seriado, construindo carros e modificações que faziam tributo ao KITT.  A Pontiac chegou a praticamente implorar para que o seriado não destacasse muito a marca (apesar de patrocinar o seriado) pois as encomendas de Pontiac Trans-AM estavam gigantescas. 

Em 1991 tentaram reviver KITT com o filme Knight Rider 2000. Em 1994 outro filme "Knight Rider 2010tentou explorar a franquia mas abordando um personagem solo, não foi referenciado sobre a série original.

Em 1997 outra série inspirada no filme de 1994 foi criada, TKR (Team Knight Rider) apresentou 5 motoristas dirigindo seus carros falantes e fazendo justiça. TKR não tinha muita ligação com a série original e não fez muito sucesso, cancelada com apenas uma temporada produzida.

Somente em 2008 com tecnologia mais avançada na televisão, e computação gráfica de ponta, Knight Rider teve sua versão mais atual referenciada! 

Um novo elenco foi escalado para a série, e o roteiro tentou seguir fielmente a série original. O ator David Hasselhoff fez uma participação no filme piloto como Michael Knight já aposentado e conversando com seu então filho Mike Traceur.
Último seriado até então denominado Knight Rider 2008

KITT agora é um Ford Mustang GT500-KR Shelby um carro belíssimo na vida real, que foi redesenhado exclusivamente para a série. Os famosos scanners frontais vermelhos foram estilizados e agora fazem uma transição progressiva no movimento, e não apenas como barra de LED's.  KITT ganha capacidade de se transformar em vários carros em tempo real, graças a computação gráfica que não existia nos anos 80!

Confira o documentário Exclusivo sobre o seriado A Nova Super-Máquina 2008






O seriado Knight Rider 2008 foi infelizmente cancelado pela produtora NBC! Isso aconteceu com vários outros seriados da mesma emissora, tais como Exterminador do Futuro-As Cronicas de Sarah Connor e A Nova Mulher Biônica 2008.  

Inicialmente Knight Rider 2008 tinha um elenco gigantesco incluindo FBI, CIA, e um complexo com centenas de funcionários que mantinham KITT operando. Esta enormidade de elenco contava com 7 atores que eram considerados principais.

Mike Traceur (Ator Justin Bruening) O filho de Michael Knight, que agora dirige KITT, Mike também era das forças armadas e reencontra sua ex-namorada Sarah Graiman que também fazia parte da equipe. Mike era exatamente como Michael, mulherengo, destemido e bem irônico. Adorava se envolver em um briga de mão e vivia tendo disputas com KITT tentando lhe ensinar coisas de "homem".

Sarah Graiman (Atriz Deanna Russo) filha do projetista do novo KITT, Sarah era a ex-namorada de Mike. Sarah fazia o papel parecido com a da mecânica Bonnie da série original dos anos 80. Sarah era parte da inteligência e as vezes partia para missões externas, mas na maior parte das vezes ficava na base. Deanna era uma atriz muito bonita e charmosa, neste sentido os produtores conseguiram fazer o que a série original desejava com April. Nos episódios finais Sarah acabou assumindo mais o papel de Devon Miles da série original, por ser a comandante da equipe quando o elenco ficou drasticamente reduzido.

Billy Morgan ( ator Paul Campbell) era muito inteligente e ao mesmo tempo tímido, não se envolvia em lutas e raramente saia do complexo para missões em campo. Ele cuidava dos equipamentos de KITT e trabalhava ao lado de Zoe sua parceira, na qual era de certa forma apaixonado. Billy tentava fazer o papel de RC3 da série original dos anos 80.

Zoe Chae (atriz Smith Cho) era uma especialista na área de informática e dos sistemas do Kitt e junto com seu parceiro Billy cuidava dos equipamentos e recursos tecnológicos. Zoe já era mais dinâmica e quando saia em missões externas fazia bem sua parte. Apesar de não demonstrar seu interesse direto em Billy, de certa forma o admirava. Zoe assumiu o papel de Bonnie da série original, quando o elenco ficou drasticamente reduzido.
Comparação com os dois carros das séries

Outros atores de apoio foram sendo "exterminados" ao longo da série, parece que a enormidade de personagens do complexo parecia algo diferente da série original e isso não estava dando foco ao que realmente interessava. A voz de KITT era feita pelo ator Val Kilmer

O doutor Charles Graiman (ator Bruce Davison) era pai de Sarah e projetista do novo KITT, acabou sendo morto num episódio quase no final da série, como deixa para reduzir o elenco o mais parecido da série dos anos 80. 

O agente Alex Torres (ator Yancey Arias) era considerado um desertor e sua verdadeira intenção foi revelada logo. Alex queria reviver KARR e acabou fechando todo o complexo e tentou transplantar a inteligência de KITT para KARR. Acabou sendo morto num episódio que redefiniu a série para um elenco muito mais enxuto.

A agente do FBI Carrie Rivai (atriz Sydney Tamiia Poitier) era a mais durona e atuava bravamente em campo para ajudar Kitt e Mike. Foi ferida gravemente num episódio que redefiniu a série, isso serviu de deixa para reduzir o elenco a configuração original.

Assista ao último documentário exclusivo sobre Knight Rider 2008, mostrando bastidores e detalhes de produção.




O anuncio repentino do cancelamento da série foi um banho de água fria nos fãs, que chegaram até a apelar para a emissora sem serem ouvidos! A série foi cancelada com 17 dos 22 episódios programados, mas felizmente a NBC nesta série ainda teve coerência em terminar com um episódio "final".

Particularmente é lamentável esta decisão, está certo que a série tinha um elenco exagerado e desnecessário no começo, mas no final acabou ficando bem parecida com a série dos anos 80 com apenas 4 personagens. Poderia durar mais uma temporada assim como estava previsto inicialmente. Os efeitos especiais mais modernos deram a KITT recursos e realizações jamais possíveis nos anos 80 mas que era dignos de uma verdadeira Super Máquina. Esta série foi a que mais se aproximou ao projeto original e tinha tudo para fazer sucesso, mas foi explorada de forma errada.
David Hasselfoff em sua participação no seriado de 2008

O ator David Hasselhoff chegou a anunciar em 2015 seu interesse em produzir outra série por conta. Nela a FLAG seria perseguida pelo governo, e Michael e seu filho estariam juntos com KITT fazendo justiça pelo mundo afora. Seria ótimo que esse projeto virasse realidade!

Eu (JMJG) desde criança adorava o seriado e como fã tenho todos os 90 capitulos das 4 temporadas e mais o filme piloto que explica como tudo começou. Era realmente uma série que envolvia a tecnologia eletrônica dos anos 80, com ação e clima policial, estilo "James Bond" bem mais Hi-Tech. 

Knight Rider é mais que seriado, se "um homem pode fazer uma grande diferença" um grande seriado pode fazer uma grande diferença! Queremos que o seriado volte novamente, quem sabe no projeto do David ou de outro, mas que seja mantido sua essência original e com a tecnologia digna da qual a Super Máquina é merecedora. 

Parabéns á todos os envolvidos no projeto, e agradecimento especial aos dubladores brasileiros, já que a série recebeu uma adaptação especial.

Este artigo e documentários foram produzidos por JMJG dedicado especialmente aos fãs brasileiros de Knight Rider e seriados clássicos dos anos 80. 

Comandos básicos de rede no Linux checando o IP máquina o roteador e conexões

Comandos básicos de rede no sistema GNU/LINUX. Como ver própio endereço IP, IP do Roteador e conexões na rede (tabela DHCP)

Numa rede doméstica ou até mesmo corporativa, são necessários alguns comandos para administrar a Rede local. Mostramos neste vídeo alguns comandos para verificar os endereços mais importantes.



  • Checar o próprio endereço IP da máquina (DHCP ou estático)
  • Checar o IP do Roteador (DHCP ou estático)
  • Checar o IP de outras máquinas e conexões de rede
Com isso poderemos por exemplo acessar certa máquina numa rede local, e compartilhar arquivos usando o SAMBA.

No caso do "arp" o endereço IP está associado ao MACAdress da máquina, de forma que poderemos saber a qual máquina exatamente é o endereço IP em questão, já que o MACadress nunca se repete para dispositivos de rede.

Ou até mesmo acessar o roteador para efetuar algumas configurações.

Estes são os comandos mais básicos de rede e necessários por todos, até mesmo em redes domésticas simples com até 4 computadores ou mais conectados ao mesmo tempo.

Até a próxima com mais novidades do mundo Linux.

JMJG
Eng.Eletrônico

Leia Também

2008-2018 Ⓡ ESI JMJG Som&Imagem Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.