Serviços de Eletrônica e Vídeo Produtora com TÉCNICA E INTELIGÊNCIA!

Prestadora de Serviços Técnicos Eletrônicos.Especializada em serviços EXCLUSIVOS para empresas do setor de eletrônicos e Vídeo Produções.Serviços Especializados para Pessoas Físicas e Jurídicas.CONHEÇA NOSSA EMPRESA!

Uma das Únicas do Brasil.Especializada em Técnologia e Eletrônica!

Vídeo Produtora ESPECIALIZADA para empresas do Setor de Eletrônicos.Vídeo Manuais,Vídeo Treinamentos,Vídeo Aulas de Eletrônica para faculdades,cursos,escolas e MUITO MAIS. Conheça nosso Diferêncial!

Especializada em INFORMÁTICA/LINUX e Segurança ELETRÔNICA

Equipe Técnica especializada em informática atuando desde 1986 no setor!Treinamentos,reparos/manutenções,consultoria e muito mais. CONFIRA!

Prestador IDEAL para empresas do Setor Eletrônico,instaladoras,fabricantes,revendas,Importadores!

Equipe técnica com mais de 10 anos de Experiência em várias linhas de Produtos Eletrônicos.Especializados em Treinamento Técnico,Suporte Técnico,manutenção e muito mais! Veja nosso Diferencial!

Vídeo Produtora Especializada em Web-Vídeo. Mais acessível para Pessoas Físicas!

Somos uma vídeo produtora também focada no público doméstico!Com serviços especializados e de preços mais acessíveis com usarmos técnologia LINUX em nossos equipamentos! CONFIRA!

ESI JMJG Ⓡ SERVIÇOS TÉCNICOS E VÍDEO PRODUÇÕES ESPECIALIZADA.

Empresa Prestadora de Serviços Técnicos Eletrônicos.Especializada em Treinamentos, Suporte Técnico, Reparo/Manutenções de Informática/Eletrônicos.Especialista em INFORMÁTICA/LINUX e SEGURANÇA ELETRÔNICA. Vídeo Produtora Especializada para empresas do setor de Eletrônicos. Atendemos pessoas Físicas e Jurídicas com serviços EXCLUSIVOS e DIFERENCIADOS.Seja qual for tua necessidade nosso Serviço é feito com TÉCNICA E INTELIGÊNCIA!

O metrô de São Paulo pode andar sozinho,então para que servem os condutores?

O Metrô de São Paulo pode andar sozinho. Então qual o motivo de existirem os famosos condutores ou maquinistas na parte da frente? Curiosidades que você não sabia sobre o sistema automático do Metrô. Confira.

O sistema de metrô de São Paulo está em operação desde 1974 (Linha Azul) e depois veio a famosa linha Vermelha (1979) e por fim a linha Verde (1991) e atualmente está em expansão para outras linhas de modo que um dia (já deveria) cubra praticamente quase 90% de toda a cidade de São Paulo.

Atualmente é o meio de transporte favorito de qualquer cidadão, não apenas na cidade de São Paulo, mas o metrô em geral proporciona uma viagem rápida, segura , o que representa 80% da preferência quando o assunto é transporte público.

Mas, será que tudo isso é graças ao rosto desconhecido que está na frente do trem? Poderia ele conduzir um trem inteiro, com altas velocidades, sempre preciso com aceleração calculada e macia, frenagem precisa e calcular a distância do próximo trem a frente, evitando colisões e acidentes? Ufa! É muita coisa para um ser humano fazer sozinho, e na verdade ele não faz!



O Metrô de São Paulo ( e provavelmente de outras cidades) tem a capacidade de se locomover sozinho por completo!

Mas o que muitos não sabem é que mesmo as primeiras versões mais antigas de 1974 já eram controladas 100% por computador! Sim, o metrô de São Paulo consegue se mover sozinho, abrir portas, fechar portas, parar, escolher a velocidade e muito mais! É um sistema autônomo, mas que por medida de segurança e por força dos sindicatos é operado com total supervisão.

Por este motivo é que vemos na frente os famosos condutores - maquinistas. 

Mas então qual o motivo deles estarem lá? No caso das famosas greves poderíamos então fazer os trens se moverem sozinhos? 

Sim, no caso das tão polêmicas greves, se o governo tivesse interesse, ele poderia fazer com que os trens se movessem 100% automáticos como na verdade já é feito e vocês nem sabiam!

O problema maior é que os sindicatos jamais permitiriam isso. Apesar dos trens se moverem sozinhos, o acesso as estações / plataformas (físicas) estariam fechados! Claro, os demais funcionários por força sindical teriam que impedir o acesso ao público e você não embarcaria num trem do mesmo modo!

Os condutores- maquinistas estão na frente do trem por um único motivo! Apesar do trem poder se mover 100% sozinho na maioria das vezes, em outras situações ( falhas de equipamentos de via, problemas mecânicos, emergência, acidentes) o sistema do metrô ficaria completamente parado! Por isso existem os condutores - maquinistas para operar o trem em modo manual caso seja necessário em uma situação de emergência!

Eles também fazem a comunicação no rádio para a central, reportando problemas na via, problemas com os usuários, acidentes, pessoas presas nas portas, etc.

Por isso, apesar do sistema ser completamente automático, não se poderia retirar a presença do ser humano para supervisionar as máquinas. Isso não é apenas uma exigência sindical, existe realmente um necessidade em se ter pessoas no controle, principalmente no caso de emergências!

Como o metrô pode se mover sozinho mesmo os modelos de 1974?

Para os que ainda não acreditam nisso, ai vai uma pequena explicação técnica ( não comentaremos o sistema em detalhes).

O sistema metroviário brasileiro praticamente é todo importado, em sua grande parte baseado no sistema Europeu, que já está bem consolidado. Empresas como a ALSTOM, Westinghouse, são apenas uns exemplos das gigantes que equipam todo o sistema de metrô das grandes capitais brasileiras (incluindo São Paulo e Rio).

Como dissemos antes, poderia algum ser humano movimentar um trem andando por altas velocidades, tomar decisões importantes, abrir portas, fechar portas, calcular a distância para a outra composição (trem), frear e acelerar com suavidade, tudo de forma perfeita e bem sincronizada?

Outro ponto a pensar é, como ficaria os índices de acidentes (colisões entre trens) se eles realmente fossem operados por seres humanos? Seria altíssimo, comparados praticamente aos índices de acidentes de carros no trânsito.

Ao passo que atualmente os índices de acidentes no sistema metroviário são praticamente nulos, poucos incidentes ocorreram em décadas de operação. 99 % dos acidentes metroviários foram atribuídos a falhas mecânicas e não humanas!

Não seria fácil um ser humano operar por horas um trem manualmente, por isso mesmo existem os controles computadorizados no próprio trem conhecidos por CMT (Controle de Movimentação de Trem). É praticamente um sistema de computador de bordo que consegue operar o trem por completo, movimentando, freando, abrindo portas, e fazendo tudo 100% do tempo.

Mas o CMT não consegue fazer tudo sozinho, se não existirem os sistemas de apoio, tais como os circuitos eletrônicos de via (instalados nos trilhos em todo o percurso).


A via possui circuitos eletrônicos que conversam com o trem para transmitir códigos de velocidade, detectar ocupação na linha, gerar sinalizações, e uma infinidade de outras funções. Os circuitos mais importantes são as caixas margem da via que contem cartões eletrônicos que transmitem códigos de velocidade  para o trem, e as antenas de transmissão de informações para trem.

Além disso, a via possui um sistema para detectar a ocupação de outros trens, tudo isso é informado depois para que o CMT possa decidir se o trem pode avançar e com qual velocidade máxima ou ainda se deve parar de modo a evitar uma batida com outras composições.

Como é feito o sistema de detecção de trem nos trilhos?

Existe um circuito no trilho transmitindo um sinal para uma antena diretamente em visada direta que por condução do trilho esta recebendo o sinal. Quando não existe trem neste trecho, o sinal recebido na antena é processado por um circuito que por sua vez está conectado a um painel de ocupação. Quando o trem entra naquele trecho, ele curto-circuita o sinal do trilho, fazendo a antena indicar a não recepção do sinal. Nesta condição ele envia um comando para o painel que liga a lâmpada a ele correspondente, indicando ocupação de trem naquele trecho. Quando o ultimo vagão deixa de curto-circuitar o sinal, o sistema volta ao seu estado normal apagando a lâmpada (trecho desocupado). Toda essa indicação é enviada para o CCO ( leia mais tarde) de modo que eles tenham um painel sinótico computadorizado sabendo exatamente quantos trens existem no sistema e sua posição exata!


Como o metrô insere mais trens em horários de pico, todo o sistema é automático e consegue gerenciar todos os trens sem que eles colidam! É por isso que a velocidade média dos trens em São Paulo nos horários de pico ficam menores, com mais paradas e tempo de espera nas estações!

As estações de metrô também possuem outro sistema computadorizado conhecido por ATO (Automatic Train Operation). É o ATO que cuida de todo o processo de parada do trem na estação, abertura e fechamento de portas, e tudo isso é conectado ao CMT e a central geral CCO.

CCO (Centro de Controle Operacional)

O CCO é o cérebro de todo o sistema de trem da cidade de São Paulo. Nele estão reunidas todas as informações de todas as estações e trem que estão circulando por todas as linhas (azul, verde, vermelha, etc).

Um enorme painel exibe em tempo real a movimentação dos trens no sistema, e vários operadores acompanham para garantir que tudo esteja correto. Eles também recebem todas as comunicações de rádio vindo dos maquinistas-condutores, bem como das estações, todas as imagens das câmeras de segurança e muito mais.

O CCO comanda tudo! Mas o sistema do trem é autônomo, o CMT se comunica com o sistema usando uma frequência de rádio especial. Ele faz isso pelas antenas que estão espalhadas ao longo dos trilhos.

O trem consegue ler o sinal destas antenas, e codifica as informações de velocidade com isso movimentado o trem com segurança!

Isso nos leva de volta a pergunta do artigo. Para que servem os condutores?
Imagine se uma antena falhar, ou se um equipamento mecânico no trem apresentar um defeito, o sistema automático não conseguirá processar as informações, como resultado o sistema inteiro de  trem ficaria parado até que alguém fosse verificar!

Existe na indústria ferroviária um termo que também existe na aviação "fail-safe". O Fail-Safe é um conceito de que se algo dar errado, o resultado deve ser o mais seguro possível!

Então seja qualquer defeito que ocorra no sistema, tudo levará para uma condição na qual o trem fique parado ou ande devagar.

Situações de emergência ( usuários presos na porta), acidentes causados por falha mecânica, não podem ser processados pelo sistema, já que ele ficará parado!

Mais uma vez entra a figura do condutor-maquinista, ele é o único que consegue mover o trem manualmente, mesmo que a 20 Km/h somente! Sim, o trem pode também ser movimentado manualmente porém limitado por computador a uma velocidade de apenas 20 Km/h!

No caso o condutor-maquinista irá movimentar o trem (se o trem puder é claro andar) para a próxima estação ou lugar de segurança, para que os passageiros possam desembarcar. Caminhos de segurança levam os usuários para a próxima estação mais próxima, de modo que possam evacuar o trem tranquilamente.

Outras ações tais como primeiros socorros, comunicação por rádio e medidas de segurança são feitas pelos condutores-maquinistas, algo que o sistema automático não pode fazer!

Por isso apesar do metrô de São Paulo (e todos os demais certamente) se moverem 100% sozinhos, não poderemos deixar o sistema sem supervisão, por isso a figura do condutor-maquinista é importante. Ele sempre tentará parar o trem ou evitar uma situação na qual uma falha mecânica ou eletrônica possa provocar um acidente.

Mesmo no caso de greve, o sistema circulando 100% sem supervisão poderia levar a uma condição de "abandono" e se ocorrer uma falha de equipamento, como o usuário poderá ser orientado?

Importante dizer que as pessoas JAMAIS podem descer para andar nos trilhos do metrô sozinhos! Existe altíssima tensão que pode matar em segundos!


Agora que já sabem de todas as informações, podem continuar andando de metrô de forma tranquila e segura, sabendo que sempre haverá um ser humano de supervisão em todo o sistema para o caso de emergências (embora 95% do tempo tudo seja feito de forma computadorizada).

JMJG
Eng Eletrônico ( Trabalhou no Metrô de SP como Eng temporário)

Informações técnicas retiradas do relatório de Engenharia realizado por JMJG.

No futuro teremos um vidro de celular que se repara sozinho o fim das quebras de telas

Já foi descoberto um vidro de celular que se auto repara ao ser quebrado! É o fim das quebras de telas de telefones e dos pesadelos dos consumidores.

O maior pesadelo de qualquer dono de celular smartphone é quando deixamos cair o aparelho no chão, mesmo com as modernas proteções Gorilla Glass o vidro pode quebrar dependendo da altura da queda!

Com telas cada vez maiores, o pesadelo fica enorme ao visitar uma assistência técnica e saber o custo do reparo. Alguns reparos com a troca da Tela por uma nova,  chegam até 56% do valor de um telefone novo, obrigando a compra de outro produto ou então "zerar a conta do banco".


Mas futuramente este infortúnio pode estar com os dias contados! Pesquisadores Japoneses descobrem um material que pode se "curar" sozinho em temperatura ambiente, apenas aplicando pressão com os dedos, desta forma se recuperando de trincas e quebras!

Um sonho que parece mentira, mas é verdade. Já foi reportado na emissora NHK do Japão!

O material foi descoberto acidentalmente durante outras pesquisas sobre um material colante, o tal vidro é feito de um polímero de baixa pressão molecular, que possui propriedades de auto regeneração.

Ele cortou as bordas do material e que foram regeneradas ao se pressionar por 30 segundos com a ponta dos dedos! Após duas horas o material já teria a mesma rigidez original, praticamente eliminando qualquer trinca ou fadiga molecular na região da quebra.

A grande novidade perante outros vidros que se regeneram acima de 120 °C, é que este se regenera a temperatura baixa (ambiente) tornando-o muito mais prático e simples de ser recuperado.


Desta forma esperamos que brevemente os fabricantes já lancem smartphones e até mesmo telas LCD de Computadores, Televisores com este vidro.

Arrumar a tela quebrada poderá ser feito facilmente em casa e eliminar 50% dos aparelhos descartados inteiros no lixo tecnológico.

Mas apesar da tela poder ser recuperada, lembramos que quedas nos aparelhos de celulares podem danificar outros componentes internos, este sim sem reparo automático!

Vale a pena evitar derrubar seu aparelho para evitar danos que somente as assistências técnicas podem realizar, com orçamentos muitas vezes até da troca da placa principal que é mais cara do que uma tela de LCD!

JMJG
Eng Eletrônico

Como recuperar o Grub fácil usando Rescatux ou Super Grub 2 ferramentas Linux

Recuperando o Grub do Linux usando método automático CD Rescatux ou Super Grub 2. Recupera Grub e Grub 2 em poucos minutos de forma fácil Legacy ou EFI. Veja!

Grub é a sigla para (Grand Unified Bootloader) instalado por padrão em qualquer distribuição Linux para gerenciar o boot da máquina, inclusive para carregar também outros sistemas operacionais (Dual Boot) tais como o Windows ou D.O.S.

Antigamente o Grub tinha sua versão 1 (Grub Legacy), porém atualmente muitas distros já instalam o famoso Grub 2 que é mais moderno e suporta funções adicionais não presentem no Grub 1.

Mas defeitos no disco rígido ou até mesmo um descuido do usuário  (má configuração ou reinstalação errada) podem danificar o Grub 1 ou Grub 2, causando um enorme problema ao usuário. Outro ítem comum é se reinstalar o sistema Windows ( por vírus ou problemas naturais) e como ele instala seu próprio BootLoader vai apagar o Grub do Sistema, fazendo com que o Linux não possa ser mais carregado!

Seja qual for o motivo, deveremos recuperar nosso Grub para voltar a carregar os sistemas Windows/Linux normalmente.

Porém usuários leigos para recuperar o Grub do zero sem conhecimento,efetuam a reinstalação do último sistema Linux na máquina, o que seria um total prejuízo já que teríamos que reconfigurar novamente todo sistema (aplicativos, configurações já feitas) mesmo com ele estando perfeitamente instalado em nossa máquina.

Haveria alguma forma de se recuperar o Grub 1ou Grub 2, sem ter que reinstalar o último Linux novamente?

Sim é claro, apresentaremos dois métodos automáticos via CD que prometem recuperação completa do Grub 1 ou Grub 2 sem necessidade de reinstalação do Linux.

Confira tudo em nosso vídeo!

Rescatux: Este CD baseado em Debian, executa um Linux live, que ao carregar apresenta muitas ferramentas para se diagnosticar falhas nos sitemas Windows/Linux e ainda permite recuperar de forma quase que automática o Grub1 ou Grub2 apagado do sistema. Desta forma, ao reiniciar a máquina, seu Grub 1 ou Grub 2 estará novamente disponível podendo assim carregar seu Linux. Para ajustes adicionais, o usuário poderá dentro do Linux que carregar do seu HD efetuar a detecção de outros sistemas operacionais (caso estejam faltando) e recolocar a foto de fundo no Grub 2 ( pois a recuperação do Grub coloca ele sem foto no fundo).


Super Grub 2: Este sim é um Boot Loader Universal, que permite carregar qualquer sistema operacional instalado na máquina ( já instalado previamente no HD) independente do Boot Loader padrão. Com ele poderemos carregar em nosso computador qualquer sistema operacional Windows/Linux mesmo com o Boot Sector danificado! Excelente pois aqui poderemos rodar o sistema operacional que já está instalado na máquina, e com isso reconfigurar novamente o Grub 1 ou Grub 2 dentro do último Linux instalado no HD.

Para baixar o Super Grub 2 clique aqui

Vale lembrar que tanto o Rescatux como o Super Grub 2 permite ser carregado do CD/Floppy ou até mesmo do Pendrive/USB da máquina bastando o usuário fazer o download da versão correta para o dispositivo boot preferido!

☛Rescatux e Super Grub 2 são excelentes ferramentas que todo técnico Linux deveria ter em sua maleta de reparos! Não fique sem o seu!

Espero que tenham gostado dessa dica preciosa, pois até mesmo eu já me ví em apuros para recuperar o Grub e não sabia como fazer-lo de uma forma fácil e sem destruir o Linux já instalado no HD.

Abraços

JMJG
Instrutor Linux

A falha da Intel/AMD que compromete todos os processadores fabricados nos últimos 10 anos!

Descoberta uma Falha Grave nos Processadores Intel/AMD fabricados nos últimos 10 anos! O que isso poderá impactar na vida de muitas empresas ou de consumidores domésticos. Há motivos para Pânico, preciso trocar meus processadores? Tem solução Saiba tudo aqui

2018 promete ser um ano de muitas revelações em muitos campos políticos e econômicos. Até no ramo de informática uma grande falha de segurança foi descoberta em processadores fabricados nos últimos 10 anos!

Começou com uma pesquisa feita por um site britânico ( https://www.theregister.co.uk/2018/01/02/intel_cpu_design_flaw/) que revelou que processadores da Intel fabricados nos últimos 10 anos, possuem uma falha de segurança.

Porém essa falha também ameaça processadores da AMD, bem como outras arquiteturas tais como ARM, em resumo quase todos.

A falha de segurança nos processadores, supostamente permitiria acesso a leitura de áreas de memória do Kernel do sistema operacional, que deveriam ser protegidas e não serem acessadas por software. Um software malicioso ( até mesmo Java Script) poderia fazer leitura de dados dos usuários (senhas, acesso, informações gerais, logins,etc).


Isso afeta qualquer usuário de sistema operacional Windows / Linux / MacOSX.

Sim, infelizmente essa falha independe do sistema operacional utilizado, pois é uma brecha explorada dentro do processador, e não algo no sistema operacional em si.

Qualquer arquitetura 32/64 bits também está vulnerável a essa falha! Computadores , servidores enfim praticamente todos os computadores não importando para que uso pessoal/profissional estão empregados.


Essa falha já foi constatada por 3 equipes de pesquisa independentes, Google, Cyberus Technology, Universidade de Tecnologia Graz da Áustria.

Conhecida por "Meltdown" a falha é justamente na forma em que o processador trata a memória interna (cache) e na troca de informações entre os núcleos (Cores). Durante essa transmissão entre núcleos é que o programa malicioso poderia "ler" certas informações protegias da memória Kernel do sistema (memória protegida).

Contudo não é possível alterar/apagar os dados portanto a falha não impacta o quesito estabilidade ou segurança dos dados originais (que não poderiam ser alterados).

A Intel garante que esta falha já está sendo resolvida em conjunto com outros fabricantes de processadores, a AMD garante que seus chips não estão sendo afetados, mas a verdade é que todos os processadores podem sim apresentar essa vulnerabilidade.

Preciso entrar em Pânico?

A falha em sí não é fatal, ou seja, os dados de memória Kernel não podem ser corrompidos, apagados ou escritos, apenas podem ser lidos!

Por isso os usuários domésticos não correm riscos de terem seus sistemas paralisados ou sabotados, sendo a falha não tão perigosa no quesito estabilidade. Dificilmente um cracker ( ladrão cibernético) tiraria proveito dessa falha para atacar um determinado grupo de usuários domésticos. O alvo de falhas são sempre as grandes empresas e sistemas informatizados.

Porém para grandes sistemas informatizados, sistemas bancários e de empresas de alto valor (com propriedades industriais ou patentes muito valiosas) isso pode ser um problema sério na segurança.

O único problema será para usuários de sistemas operacionais antigos (Windows XP / Vista) no qual já não possuem mais atualizações fornecidas! Estes usuários sim devem se preocupar em continuar usando estes sistemas com informações importantes e sigilosas. Como não terão acesso a atualizações, vão estar vulneráveis sempre. Melhor atualizar para um novo sistema ou usarem Linux.

Para usuários de sistemas Linux antigos, é recomendável atualizar o sistema para versões mais novas no qual haja suporte de atualizações, mesmo que o novo sistema fique mais pesado para máquinas antigas. Procure instalar no caso sistemas com ambiente gráfico LXDE, Mate, XFCE para equipamentos com pouca memória RAM ou para Processadores Pentium/ Celeron.


Já existe solução? 

Sim a solução virá em forma de atualização para os sistemas operacionais Windows/Linux ao longo do tempo! Os sistemas MacOsX também deveram sofrer uma atualização, por hora ainda estão em desenvolvimento.
Portanto usuários Windows / Linux devem ficar de olho em suas atualizações de segurança para em breve implantar esse workaround.

O que se recomenda até o workaround do sistema operacional é que usuários NÃO executem ou instalem programas ou aplicativos desconhecidos! 

Já que não existe outra forma de tirar proveito da falha, o usuário deverá evitar executar scripts na internet de fontes desconhecidas também.

Fazendo isso, a falha não será explorada e o usuário estará temporariamente seguro até a atualização.


Recomenda-se atualizar o navegador (Firefox, Google Chrome, Opera, etc). O Firefox 57 (Quantum) já possui uma solução temporária sobre o problema. 



O Futuro Chrome 64 que será lançado em breve também já terá uma solução para o caso.

Para usuários Windows 10 ficar de olho em atualizações de segurança relativos ao assunto.  Para usuários de sistemas Linux ficar de olho no gerenciador de atualizações principalmente as de nível de segurança e atualização automática dos navegadores Firefox/Google Chrome.


Impacto em 5% até 30 % da performance da máquina!

A princípio essa atualização ( workaround) poderá impactar de 5% ou até 30% na velocidade dos processadores! Isso dependerá muito da atividade que está sendo feita no momento e também do modelo de processador que está instalado na máquina! É um preço pesado para se pagar por uma falha de segurança.

Os fabricantes de processadores garantem que ao longo do tempo esse impacto poderá ser minimizado á medida que os sistemas operacionais vão sendo remodelados, de forma a contornar melhor a falha não impactando mais na performance geral!

Porque esconder o problema por tanto tempo?

Os fabricantes de processadores ou de sistemas operacionais tomam certos cuidados ao revelar publicamente falhas em seus componentes. Isso serve como proteção adicional evitando que estas falhas possam ser exploradas em massa por cibercriminosos que poderiam causar mais danos aos usuários.

Mas os fabricantes vão declarar publicamente a falha brevemente, no mesmo dia em que já tiverem solução para a grande maioria dos processadores e workarounds para os sistemas operacionais!

Devo trocar meus processadores por novos?

Não recomendo sair comprando novos processadores até porque eles também possuem a mesma falha! Isso só vai fazer os usuários gastarem dinheiro e também devem substituir a placa mãe e memória RAM obrigando um Upgrade total!

Processadores novos e seguros desta falha, provavelmente vão demorar um bom tempo para serem fabricados, já que a Intel/AMD deverão reprojetar novos modelos de processadores em outras fábricas e isso envolve muito dinheiro! Comprar um processador novo agora é besteira, visto que existem muitos antigos em estoque nas lojas.

Ao invés disso, o recomendado é atualizar o sistema operacional para versões mais novas (Windows/Linux/MacOSx) e buscar atualizações nos navegadores de internet (Firefox/ Chrome /etc).

Após 2019 provavelmente todos os processadores novos já fabricados, serão reprojetados para ficarem isentos desta falha. Mas devem ser modelos novos completamente modificados no projeto, se você comprar em 2019 um I5/I7/FX/Sempron modelo antigo ficará sujeito a mesma falha!

Desabafo pessoal!

Errar é humano, mas os fabricantes de processadores principalmente a Intel é uma empresa que investe bastante dinheiro no desenvolvimento de novos processadores. Porém a busca pela "corrida da velocidade e novos lançamentos" faz dela a maior vítima neste caso.

Não fizeram uma pesquisa apurada no design dos processadores, já 10 anos estão fabricando processadores com falhas de segurança e não perceberam.

Pagamos caro pelos processadores Intel mais rápidos e modernos, um I5/I7 comparado ao FX da AMD é muito mais caro, e agora teremos que ter de 5% até 30% de queda no desempenho graças à uma falha de segurança que poderia ser evitada no projeto bem detalhado de um processador!

Eles deveriam devolver nosso $$ relativo a essa perda de performance! Reembolso! Não é justo que tenhamos que ser prejudicados por uma falha de arquitetura! O consumidor mais uma vez paga a conta!

Constantemente os hackers (profissionais do bem) estão testando os sistemas em busca de falhas, e graças a eles detectamos as piores falhas dos sistemas de informática (desde o famoso Bug do Milênio).

Se não fossem eles, estaríamos usando sistemas cada vez mais inseguros. 

Usuários de sistemas operacionais antigos já não podem mais usar seus computadores conectados na Internet sobre o risco de serem atacados.

As empresas nos obrigam a mudar nossas máquinas e sistemas constantemente, mas acabam produzindo produtos inseguros na mesma velocidade!

O lucro está acima da qualidade, isso deve mudar!

Talvez agora o preço dos processadores da Intel caiam um pouco, voltando aos patamares justos, e quem sabe futuramente sem falhas de segurança.

JMJG
Eng Eletrônico

Leia Também

2008-2018 Ⓡ ESI JMJG Som&Imagem Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.