Antigo Disquete de 5 1/4 polegadas Abrindo uma caixa Lacrada Unboxing Raridade Colecionador Museu Informática

Antigo Disquete de 5/14 de polegadas. Unboxing Abrindo uma caixa NOVA Lacrada Original. Raridade. Como eram as primeiras mídias de armazenamento Digital em Disco? Confira este clássico Vintage aqui! EXCLUSIVIDADE ESIJMJG!

Antes de conferir uma pequena história sobre os Disquetes (Floppy Disks) assistam a este vídeo clássico. Fizemos um Unboxing (abertura de caixa) Lacrada de um Disquete 5 1/54 polegadas, uma das mídias mais usadas nos computadores durante os anos 70/80.

Fizemos isso para usar estes discos em nossos computadores antigos (486/MSX) por isso não se preocupem que não abrimos a caixa à toa! Claro que fechada teria mais valor para colecionar, mas de que adianta uma caixa fechada se não pudermos usar em nossas unidades de 5 1/4! kkkkk A prática fala mais alto.

Confiram Este Unboxing Detalhado de uma Caixa Lacrada de Disquetes 5 1/4 Novísssimos. Museu da Informática ESIJMJG!


Não é e de hoje que a humanidade sente necessidade de armazenar digitalmente informações. As primeiras unidades de armazenamento magnético eram Fitas Magnéticas De Rolo. Depois da invenção da Fita Cassete (K7) muitos dispositivos já eram fabricados e se tornavam mais baratos e fáceis de se adaptar aos computadores!

Assim durante os anos 70/80 as unidades de armazenamento em Fita Cassete (K7) se tornavam populares em computadores pessoais tais como o TRS-Color/TK/ MSX/ Apple II/ CP /XT/ AT/PC.


Mas as fitas eram muito demoradas para armazenar e pior ainda para se encontrar as informações (precisava rebobinar ou avançar constantemente) já que os dados eram armazenados de forma linear e sequencial!

Para resolver isso, os engenheiros projetaram as unidades de Disco  Flexível Magnético (Disquete). O primeiro Disquete dos anos 1971 era de 8 polegadas, enorme/gigante e só poderia armazenar no máximo 80Kb! Isso mesmo 80 Kilobytes! Mas essa unidade era muito grande a não poderia ser embutidas nos computadores pessoais.

Mais tarde eles diminuíram o tamanho para 5 1/4 de polegadas e o disquete passou a contar com 160 Kb de armazenamento além de poderem ser embutidos nos gabinetes dos computadores pessoais!

Isso sim foi uma tremenda revolução!

No disquete os dados são armazenados de forma setorial, em faixas, que podem ser acessadas rapidamente por uma cabeçote leitor móvel, diferente das fitas K7 tradicionais. Isso representou mais velocidade de acesso e facilidade no armazenamento, o que fez dos disquetes a unidade de armazenamento magnético mais desejada dos anos 70/80. Mas seu preço era muito alto! Poucos poderiam ter estas unidades em seus computadores, e a fita K7 ainda era usada em grande parte dos computadores.

Porém ao longo do tempo os Disquetes foram se tornando populares e seu preço caiu tanto que o uso das fitas K7 foram extintas dos computadores e somente as unidades de disquete estavam sendo usadas no final dos anos 80 e começo dos anos 90.

Espero que tenham matado saudades deste clássico, e quem ainda não conhecia, que conheça o avô do Pen-Drive!

Museu da Informática de ESIJMJG.

JMJG
Eng Eletrônico.

0 comentários:

Leia Também

2008-2018 Ⓡ ESI JMJG Som&Imagem Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.